06/12/2013

||| o pai natal vem de bmw azul fechar a porta da minha aula...


||| ... há sempre uma última aula em cada tempo lectivo dividido pelas festividades naturais na contagem do passar do tempo. o mito do eterno retorno dá sentido à vida. naturalmente. as últimas aulas de um tempo que passa. como professor reservo sempre essas aulas para uma coisa muito importante. o dolce far niente. sim, nada. um exercício inicial e depois o nobre acto de conversar sobre o próximo tempo de aprendizagem. ideias para desafios, coisas por fazer, coisas por aprender. nunca guardei para últimas aulas nada de burocrático ou de avaliação. este é um tempo de importância demasiado grande para se reservar para as coisas inúteis. a sua importância está nesse mito do eterno retorno. é que isso não existe neste contexto. não voltaremos ali. eu e eles. não voltaremos a uma primeira aula, ao primeiro desafio superado em conjunto, à primeira surpresa, à primeira dúvida. esse tempo fecha ali. naquela última aula de um primeiro período. e por isso esta última aula do fecho deste tempo é composta como o iterlúdio para a abertura de um outro tempo: o da maturidade do conhecimento. porque o tempo que virá depois deste será mais denso, mais exigente, mais duplo em todos os sentidos. e é preciso fechar este e preparar a vinda do outro. porque o professor tem sempre essa tarefa. o de fechar ciclos e abrir outros. o de marcar o tempo da aprendizagem com esses espaços e lugares de memória que consolidem o conhecimento e permitam, ao mesmo tempo, dar uma lógica à caminha conjuta de que se faz no cumprimento de um ano lectivo. e a lógica do tempo construído em conjunto, entre mim e eles, não está na sequência dos conteúdos que muitas vezes não são apreendidos ou lhes falta, em si mesmo, essa lógica. é feito por mim, feito homem do leme, e eles feitos homem e mulheres de braços fortes para navegarmos entre tormentas e acalmias que desenhamos em conjunto numa viagem cuja rota traçada já teve o seu começo. é por isso que uma aula que fecha um tempo, um ciclo, uma etapa não pode, não deve ser só mais uma aula. deve dar significado a tudo o que foi trabalhado no tempo passado e deixar uma porta aberta para o tempo futuro que chegará muito em breve...