04/09/2014

||| do uso da palavra...


||| ... quase nenhuma outra profissão tem este desígnio. o do nobre uso da palavra. dita e escrita. nisso, a responsabilidade dos professores é imensa. e não é só na forma como recentemente a questão se levantou. a forma é apenas a sombra da verdadeira importância do uso da palavra. é do respeito e pela consideração pelo dito. pelo escrito. pela dimensão. pela revelação da palavra como modelo exemplar da lógica. como instrumento de educação. pela compreensão e pela dimensão pedagógica da mesma. tudo isto porque, cada vez mais, se lê e vê nas chamadas "redes sociais" o desbaratar da palavra. na forma, conteúdo e dimensão. seja por um comentário mais brejeiro. seja pelo arremessar das palavras como pedras, sem o polimento necessário do pensamento para quem [ou a quem] cabe a nobre missão de ensinar. se cabe aos dirigentes esse mesmo respeito pela verdade da palavra, cabe a quem acusa ou reivindica, em educação, o elevar da forma, do conteúdo e da dimensão. é simples. porque o respeito pedido é ganho também assim. não pelo exercício contrário. não por levar para a rua o discurso ou a acusação desprovida de sentido. expressar o sentimento de desagrado pode ter muitas formas. mas cabe a quem é professor dar o exemplo. dar o exemplo que a palavra é sempre mais importante do que qualquer explosão de vontades ou inquietações por mais intensas que sejam. é o exemplo. é sempre o exemplo que fica. para nós, para quem dirige e para os alunos. sim. esses que também sabem ver que a palavra tem, em si mesmo, uma razão. e hoje apeteceu-me pensar nisto. falar disto. mesmo irritado com um sistema impossível que tudo desgasta.