29/10/2014

||| as diferenças e as coisas...


||| ... eu digo tantas vezes: são só miúdos. mas parece que falo chinês. eles. passam a eles. assusta-me tanto isto. eles e nós na escola deviam ser palavras banidas. não é diluir funções. é não colocar esta barreira imediata. são miúdos sim. mesmo quando é difícil. podem é nunca terem sido miúdos mas isso é outra história. e são pessoas, também. como nós, professores. não são eles. somos nós. e quando num dia se estabelecem milhares de relações no mesmo espaço isto tem que ser evidente. porque fui a uma "mega" escola. e fiquei com uma só ideia na cabeça. ou melhor duas. a primeira resume-se a um conceito: centro comercial. cada aula é como uma loja onde entram (mas nesta obrigados) porque o conjunto em si não tem lógica nenhuma a não ser de "eles" serem consumidores de coisas pré-feitas sem lhes terem perguntado nada, nunca. a outra é mesmo do humanismo e da comunicação num aglomerado de gente de tamanha dimensão. não acredito que se conheçam, não acredito que saibam nada uns dos outros. não acredito que estas mega coisas seja escolas. são tudo menos escolas. e ali as pessoas não o são. são números, numa sala, em muitas salas, onde o anónimo é evidente e o extraordinário irrelevante. e doí-me profundamente a alma ver a escola transformada nisto. era preciso uma evolução ao contrário. mas sou eu que estou de mau humor hoje, certamente...

Sem comentários:

Enviar um comentário