20/10/2014

||| do profissionalismo e das coisas claras...


||| ... ó professor, pode ser assim? a dúvida, num aluno, é sempre a coisa mais preciosa para um professor. tantas vezes matamos a curiosidade. anda por aí uma moda frase "a escola mata a criatividade" do sir ken. sou sincero. não gosto do discurso do senhor e muito menos da premissa. não, a escola não mata a criatividade. as pessoas, os adultos, não cultivam o criar. cultivam o produzir. mas isso é outro debate. mas a escola está a matar é a curiosidade. fazer perguntas. responder. criar dúvida. levar os alunos até ao espaço do "não sei responder". tornar evidente o desconhecimento da coisa. de uma coisa. de muitas coisas. e com isso despertar a dúvida. a pergunta. o desejo de saber e aprender. cultivar a curiosidade. o desafio de ir à procura. a vontade. as ganas de saber. aquele aperto no peito de raiva de não ter a resposta para tudo. não saber responder não por erro mas por desconhecimento. e enfrentar esse desconhecimento com os alunos. há nisso, toda a beleza do que pode e deve ser a escola como um todo. um espaço único para criar curiosidade. e isso sim, está em vias de extinção. e isso sim, é lastimável que esteja a ser perdido, todos os dias. mas isso, disso, ninguém fala. porque mais vale estar quieto e calado que que cheio de perguntas sobre o mundo e as coisas que nele existem...

Sem comentários:

Enviar um comentário