13/10/2014

||| mau comportamento é igual a...


||| ... um balão. foi uma vez que me lembrei disto a caminho da aula. um balão. um saco de balões. azuis. comprados numa loja mesmo já a caminho da escola. porque construir uma turma não é uma coisa automática nem algo que se "passe" para os lado dos alunos fazerem "por eles". há coisas em que precisamos ajudar. porque estamos do lado de cá. a olhar e a ver. e às vezes, vemos muito mais, do que eles imaginam. então peguei nos balões, cheguei à sala de aula e dei um a cada um. vazios. depois da barafunda inicial e de algumas piadas naturais [sim, que os adultos também as fazem], lá assentaram a ideia que o professor lhes tinha dado balões. o primeiro trabalho: encher. mais umas piadas. mais uns rebentados e substituídos. o costume. e depois o desafio. cuidarem do balão. de uma semana para a outra ou melhor, até uma nova aula. quem o fizesse teria uma recompensa. podia escolher entre três coisas: um ponto a mais na nota de média de período [não a da pauta, mas a da avaliação sumativa] ou simplesmente "livrar-se" de um "teste". coisas assim, criadas em três para os desafiar. e assim foi. uns deixaram o "coiso" no cacifo. outros levaram na mão. outros até lhes deram nomes. houve, de tudo um pouco. não fiquei surpreendido. fiquei contente. a responsabilidade é uma coisa que se ensina pelo cuidado com as coisas frágeis. ninguém os ensina isto mas todos nós lhes cobramos isto. lembro-me destas aulas que tenho repetido várias vezes ao longo dos anos. e de tempos a tempos alguém me lembra: ó professor, lembra-se de quando nos fez andar a cuidar de um balão. lembro, coisa parva não foi... ó, não, até foi giro... pois foi. 

Sem comentários:

Enviar um comentário