21/10/2014

||| não entendo o desrespeito...


||| ... eu entendo que muitos miúdos nunca tiveram tempo para o serem. miúdos. somente isso. entendo mesmo tudo. mas não o comportamento de falta de respeito. e quando estão numa sala de aula e faltam de tudo menos do que nela se passa ou fogem da ordem estabelecida para aquele contexto sinto sempre que é meu dever fazer lembrar as regras comuns. ninguém está ali obrigado. a sala de aula não é uma obrigação. é um conquista da nossa civilização. é-lhes dado. dado porque se fossem outros os tempos estariam a trabalhar numa fábrica ou no campo. ou não estando a trabalhar não teriam acesso ao saber. e pode parecer estranho mas quando leio a notícia que hoje, agora, no meu país um miúdo pobre fabuloso e que faça tudo bem é sempre ultrapassado por um miúdo rico mesmo que faça tudo mal penso. penso e repito bem alto para todos ouvirem. é preciso fazer mais. muito mais. muito melhor. e começa mesmo pela presença e participação em sala de aula. esta frase choca. revolta. devia ser de uma profunda reflexão conjunta. porque é mesmo assustador. e porque se um aluno brinca na sala de aula esta frase torna-se ainda maior. porque a oportunidade única de contrariar tudo isso está na revolta. e a revolta é a excepção de confirma a regra. e de excepção em excepção que se faça regra o que agora é mesmo só exclusão. fica, aqui, a nota. para se pensar nisso. quando nada mais houver para pensar...

Sem comentários:

Enviar um comentário