10/10/2014

||| não esperes nada deles...


||| ... a frase, dita. a que menos gosto. "olhe, colega, não espere muito deles". abomino esta frase. sempre. e respondo sempre da mesma maneira: "não espero é nada". e deixo o tempo passar. faço um primeiro desafio com os meus alunos. vejo-os superar muito do que diziam para eu não esperar. às vezes com muito trabalho de parte a parte. com dias mais cinzentos. com horas mais frias. com fúrias contidas ou desesperos sussurrados. mas lá se faz. lá se consegue. lá se superam. e depois apetece-me sempre ser imensamente provocador. e lá fiz uma actividade. e lá colaram letras em tamanho de cartolinas coloridas na parede da sala para ficar para memória futura. dizia. aqui não se espera nada de ninguém. aqui faz-se. iam-me batendo. a "colega" que não esperava nada deles e me avisou de tal. ia-me batendo. só espero que tenha decorado a frase depois de os dois termos estado a rir em conversa bonita sobre a forma como olhamos a realidade. e ainda bem que somos todos, professores, tão diferentes nestas coisas. é com isso que aprendemos uns com os outros. só andamos esquecidos disso....

Sem comentários:

Enviar um comentário