27/11/2014

||| expliquem lá esta...


||| ... estavam a rir. os miúdos. a aula ainda não tinha começado. naquela conversa que guarda uma ou outra gargalhada mais alta. e entra o professor. "vocês lembram-se que isto é uma escola?" impera o suster do sorriso e do riso. impõem-se o silêncio. é por me lembrar do que é uma escola que não gosto desse silêncio imposto. dessa ideia que a escola é o lugar do "obedecer" sem razão. da ordem que não permite o sorriso. do espaço que não permite a alegria. a escola não é só um lugar sério. deve ser um lugar a sério. mas isso é outra coisa. é uma questão esquecida. da identidade. e a identidade não é feita de obediência. é feita de respeito. rir é o maior respeito de todos. é o lugar que acolhe a alegria. não é o contrário. e esquecer isto é esquecer a razão essência da escola. acolher para aprendizagens únicas e significativas. mas ouvir a palavra "escola" como na frase já referida faz-me pensar que ainda não morreu a ideia da mesma. nem que seja, ainda sem saber bem o que se quer. há uma memória imemorial que prevalece. só falta é acolher uma mudança para o futuro. onde sorrir e rir sejam parte da identidade da coisa em si mesma e não o seu contrário. seria bom, se assim fosse...

Sem comentários:

Enviar um comentário