10/12/2014

||| andar é desobedecer...


||| ... aguardava. enquanto aguardava ouvia. escutava. sempre gostei do cuidado com as palavras que o fernando alves tem. não as deixa morrer. e guardei, esta "crónica". e ouvi: andar ensina-nos a desobedecer. andar. e disse tantas vezes aos meus alunos que esta era uma forma que tinha para quando tinha testes e queria controlar o nervosismo normal dessas alturas. andava. pelos corredores. ou pelo espaço da escola. e contava sempre a história de kant, visto a caminhar a horas sempre certas. e dei tantas aulas a caminhar. a conversar enquanto caminhava. com eles, os miúdos. ajudava à conversa. dava cadência. permitia a observação das coisas ou das palavras. e isto tudo porque pensei nisto. nisto tudo em que transformámos a escola e tudo o que a rodeia. os miúdos já não caminham para a escola. são levados. são trazidos. e passam horas e horas. e mais horas, sentados. pode parecer absurda a observação por ser tão "básica". mas é deste tempo que é feito o tempo deles. sentados a ouvir. sentados a pensar. o movimento é algo negado. suspenso pela "entrada" na escola. e por estranho que pareça isto que dizer muito. salta-me à memória o andar. o mover. as montanhas por mover, de torga. ou o andar ensinado por keating. e penso nisto. sentado...

Sem comentários:

Enviar um comentário