19/01/2015

||| daqueles que se vão libertando...


||| ... às vezes penso que é da idade. ou do tempo ter passado sem eu dar por isso. ou daquilo que sei estar a ficar desactualizado. mas cheguei a uma aula a fiz a proposta. vão ter que fazer um trabalho. ó professor, sobre o quê? em grupo? como? esperem. tem uma regra. só uma. [os miúdos habituam-se a esta coisa de eu dizer as regras e mais nada].não podem usar computador ou qualquer meio de consulta electrónica ou digital para o fazer e para o apresentar. foi o caos como nunca tinha visto nos primeiros minutos. sem net? sem computador? como apresentamos? como escrevemos. ainda me lembro de lhes mostrar as mãos e uma caneta. foi dos trabalhos mais difíceis que lhes mandei fazer, disseram-me. a razão era simples. não havia um suporte. nada por onde começar. diziam. resumi a aula a uma lição: é tão curioso que o virtual seja agora real e o real tão impossível de "aceder". deu um bom debate. e fiquei eu com a dúvida sobre as verdadeiras competências que estamos a dar aos miúdos. tirado o tapete serão eles capazes de entender o mundo?...

Sem comentários:

Enviar um comentário