20/02/2015

||| avaliar não é dar uma nota...


||| ... a fantochada da avaliação dos professores ainda impera na escola. uns a irem às aulas dos outros. relatórios para aqui e para ali. um olhar sobre o ombro do outro. mais um relatório. tudo construído sobre o princípio que avaliar permite "melhorar" o "desempenho". achei logo estranho que no léxico da escola fosse entrando um conceito associado ao mundo automóvel. imaginei-me logo um renaut clio a desejar ser um jaguar nesta coisa do desempenho. e transferimos isto para os miúdos, para as aulas, para quase tudo. a nota. o importante é a nota que te fará querer melhorar. mas não é. não é só isso. nem muitas vezes é mesmo isso em si mesmo. a nota não traduz o "aprendido". traduz tudo o resto menos o aprendido. aquilo que faz melhorar o "desempenho" não é nada que se traduza só numa nota. é a valorização do conhecimento colocado numa aprendizagem de e em contexto. saber responder. saber fazer. conseguir melhorar. e isso acontece, muitas vezes, depois da avaliação e em tempo longo. num tempo que muitas vezes nem pertence à escola. é por isso que modelos assentes no valor da nota só resultam num contínuo processo de vã glória. o desempenho, esse, melhorado ou não, é para outro modelo. talvez olhar para a industria automóvel não seja assim tão mau. nem que seja para perceber que, na escola, não somos coisas...

Sem comentários:

Enviar um comentário