21/02/2015

||| há barulho a mais na escola...


||| ... às vezes dou por mim em modo de velho do restelo. sempre dei aulas onde a liberdade de participação (na forma e conteúdo) eram a regra de ouro. mas há um passo inicial, fundamental, a ensinar. a gerir o som. sim, o som. de uma conversa, de uma partilha de ideias, de uma discussão, do debate para um trabalho. para se trabalhar em grupo ou com alguma liberdade não é preciso o ruído. daquele que perturba. é preciso o barulho. o natural, o normal, da agitação das coisas e das palavras. mas o que habita agora a escola é um barulho que não permite nada. às vezes, nem ouvir uma conversa. ou passar uma mensagem. ou uma indicação. ou então é mesmo um silêncio que é a falta de liberdade. vamos de um extremo ao outro. andamos preocupados com o o uso do telemóvel, com a indisciplina, com tudo e mais alguma coisa e esquecemos o básico. o saber estar e saber usar a palavra. às vezes penso nisso em voz alta e dizem que isso já devia ser "adquirido". saber gerir o som, a forma como se debate, não nasce connosco. a escola tem a função de ensinar essas regras de convivência porque a escola não é a casa de cada um dos miúdos que a frequenta. esquecemos isso. depois o barulho torna-se, na maior parte das vezes, ensurdecedor...

Sem comentários:

Enviar um comentário