20/02/2015

||| não perceber o óbvio...


||| ... ainda pensei que fosse uma questão de linguagem. mas é era mesmo o óbvio. sim, a palavra. o miúdo a olhar para mim. a dúvida. o desconhecimento. óbvio. o que queria dizer "óbvio". perguntei a mim mesmo como chegámos aqui. a que as palavras já não façam sentido em que nos ouve. quanto mais em quem nos devia perguntar. hoje, perguntar é estar interessado. estar interessado é estar "out". perguntar é a essência de uma aula. óbvio. mas se não sabem o que é óbvio como pode tudo o resto existir? as palavras. eu sempre bati nesta tecla. da importância do vocabulário. de ter palavras para explicar o mundo. de ter como o descrever. de o "dizer" para o "pensar". agora o óbvio é uma coisa desconhecida. e mais do que isso, inexistente. ter que olhar para isto é quase olhar para a maior necessidade da escola, neste momento. recuperar o lugar de ensino. do acto de ensinar. de começar quase tudo de novo. por muito que custe. por muito que seja estranho. mas é necessário. mais do que necessário...

Sem comentários:

Enviar um comentário