01/03/2015

||| os professores não dizem nada...


||| ... foi uma conversa de cinco minutos. valeu por horas. sabe, começam a chegar-me às mãos os miúdos que estão em turmas de trinta. o "adulto professor" não lhes diz nada. não tem significado. está "para ali". eles sabem que não lhes conseguimos dar resposta. que, mesmo que venham a pedir alguma coisa, existem muitos a quem o professor tem que "acudir" antes de chegar a sua vez. por isso, cada vez mais o "adulto professor" não lhes faz qualquer sentido. respeitar qualquer coisa de alguém que nem tem tempo para os ouvir torna-se um absurdo. por isso procuram respostas noutras coisas. na dispersão, muitas vezes. nos outros. no grupo, no "gang". ou simplesmente, desistem da escola. pior, desistem de aprender. estes são os miúdos no quinto e sexto ano. metidos em turmas de trinta. que estão neste sistema do "salvo-me ou sou derrotado" desde muito cedo. a necessidade de sobrevivência na escola torna-se mais importante do que a aprendizagem. aprender com o professor deixa de fazer sentido porque este não tem tempo para ouvir, para parar, para atender, para ensinar[-me] e por isso tudo o resto faz mais sentido. as regras, essas, são absurdas como tudo o que é a realidade diária destes miúdos. ouvi. fiquei a pensar. fiquei mesmo a pensar nisto. é assustador...

Sem comentários:

Enviar um comentário