20/04/2015

||| a escola enquanto referência...


||| ... a pior coisa que estes anos de governação tiraram aos professores foi tempo. a pior coisa que estes anos de governação e esta equipa ministerial, assim como outras que lhe antecederam, roubaram à escola, foi o sentido de referência. este não foi nem nunca será um espaço político. e estas considerações não o são também. são uma constatação preocupada. não está em causa a existência ou inexistência de referências e valores na escola. o que destaco é mesmo a perda, quase total, da ideia da escola enquanto lugar de referência. em si mesmo. pelo valor de dar uma construção individual. de forma gente. pessoas. cidadãos. seres dotados de regras e sentido de convivência, com um rumo e um objectivo de vida. para muitos a escola é o único lugar onde essa réstia de esperança é depositada. agora já quase nem isso. a escola, não sendo esse elemento de construção do ser humano perdeu completamente o lugar de validade social para apoiar, verdadeiramente, a construção global do individuo. e uma sociedade que permite que a escola perca esse espaço de referência é uma sociedade doente. o primeiro passo para voltar o sentido universal de escola é recuperar essa força única que tem a identidade de uma organização ajudar a formar os homens e mulheres de amanhã dando-lhes força e balizas intelectuais para enfrentarem o inesperado futuro. é ter uma escola que é uma referência para todos...

Sem comentários:

Enviar um comentário