10/05/2015

||| paixão e coisas que tais na educação...


||| ... de tempos a tempos regressa a ideia de renovar a educação. dessa coisa da paixão. ou o seu contrário. da exigência. e coisas que tais. deixem a educação em paz, se faz favor, porque não é isso que é preciso. o que é preciso é renovação e coerência. consistência. há nisto um princípio apolítico. porque a politica tem que perceber que a educação, como outros campos, não é um lugar de lutas pelo voto. de nenhum dos lados. a educação é a base social. a estrutura. onde podemos ir buscar alicerces. não é feita em ciclo de quatro anos. é feita por gerações. e por identidade. perceber isto está ainda longe desta irracionalidade que cerca a vontade ganhar paixão com um discurso radical. seja ele de apoio/renovação, seja ele de continuidade do que temos hoje. o que falta não é paixão. é coerência no caminho e consistência na identidade social para a qual a escola serve o propósito basilar de educar para o futuro. é simples...

Sem comentários:

Enviar um comentário